O jornal chinês, Diário do Povo, publicou hoje (2) um artigo indicando que a China prioriza a área de infraestrutura ao investir na África, com o intuito de elevar a capacidade de desenvolvimento autônomo do continente. Segundo o jornal isso satisfaz as exigências do desenvolvimento econômico africano de long prazo. A China e a África abrirão certamente uma nova circunstância caracterizada de parceria estratégica.

O Diário do Povo disse que as cooperações sino-africanas levam grandes oportunidades de desenvolvimento para África. A China investe na região respeitando a vontade africana. Por isso a China conta com a confiança dos principais países africanos.

Segundo o artigo, a China continuará ampliando as cooperações nas áreas de investimento e finanças, para apoiar o desenvolvimento sustentável africano.

O artigo é uma resposta a um discurso feito ontem (1) pela secretária de Estado dos Estados Unidos, Hillary Clinton na ilha de Gorée, Senegal. Na ocasião, Hillary falou que os líderes dos países africanos devem cooperar com os outros países com responsabilidade. Segundo ela, os EUA diferem dos outros países pois buscam relações cooperativas continuas e se dedicam a ampliar valor da África. A Associated Press afirmou que o discurso da Hillary Clinton critica indiretamente a China.

Tradução: Zeng Yun | Revisão: José Medeiros da Silva (portuguese.cri.cn)

Curta/Siga a China Trade Center nas Redes Sociais.


Publicado por: China Trade Center | 31/07/2012

China obtém grande avanço técnico em exploração petrolífera

Um projeto piloto para extrair petróleo de estruturas geológicas complicadas obteve resultados satisfatórios na Região Autônoma Uigur de Xinjiang, no noroeste da China, anunciou nesta terça-feira a Companhia Nacional de Petróleo da China (CNPC).

Os dados mostraram que a taxa de recuperação petrolífera na zona de testes foi elevada em 10,3% e pode ser elevada ainda em 12,1%, segundo o maior produtor de gás e petróleo do país.

Isto marca um avanço decisivo na aplicação de injeção de polímeros em camadas conglomeradas, uma técnica chave que aumentará a produção de petróleo, disse um porta-voz da CNPC.

Seguindo o projeto, o gigante petrolífero expandirá a zona de testes e fortalecerá os esforços para desenvolver a Bacia de Dzungarian, o principal reservatório de gás e petróleo na China com reservas avaliadas em 8,6 bilhões de toneladas de petróleo bruto e 2,1 trilhões de metros cúbicos de gás.

O projeto piloto, iniciado em 2005, visa resolver problemas técnicos que ocorrem na perfuração e produção, e os pesquisadores já patentearam quatro invenções técnicas durante os testes, segundo a CNPC.

Xinjiang é um foco importante da CNPC na exploração de gás e petróleo, pois a região representa mais de um quarto da reserva terrestre total do país.

por Agência Xinhua (portuguese.cri.cn)

Curta/Siga a China Trade Center nas Redes Sociais.


Publicado por: China Trade Center | 30/07/2012

China quer fortalecer sistema de segurança de qualidade

O administrador geral da China para a Supervisão e Inspeção da Qualidade e Quarentena, Zhi Shuping, disse recentemente que a segurança e qualidade dos produtos comercializados no país está enfrentando diversos riscos.

Devido a isso, o sistema de inspeção de qualidade deve fortalecer os trabalhos de eliminação desses riscos.

Os trabalhos de eliminação de riscos devem centrar-se na promoção da educação dos trabalhadores, no aperfeiçoamento sistemas de análise de riscos e na melhoria da administração dos mesmos.

Tradução: Zhao Hengzhi | Revisão: Miguel Torres (portuguese.cri.cn)

Curta/Siga a China Trade Center nas Redes Sociais.


Publicado por: China Trade Center | 27/07/2012

China lidera ranking mundial de geração de energia elétrica

Segundo revelou o diretor da Confederação da Indústria Elétrica da China, Liu Zhengya, até ao final de 2011 a China possuía uma capacidade instalada de produção de energia de mais de um bilhão de kWh. A produção anual de energia elétrica atingiu os 4,73 trilhões de kWh. Este valor coloca a China no primeiro lugar no ranking mundial dos países produtores de eletricidade.

Li Zhenya confirmou que as linhas de transmissão de 220 kWh totalizam 480 mil quilômetros e a capacidade de transformação chegou aos 2,2 bilhões de kWh. Além disso, a indústria de energia limpa também evidenciou um desenvolvimento veloz. A capacidade instalada de energia eólica alcançou os 52 milhões de kWh, ocupando também a primeira posição do ranking mundial. 9 empresas energéticas chinesas foram incluídas na lista das 500 maiores empresas do mundo em 2011.

O diretor destacou ainda a expectativa de desenvolvimento sustentável do setor no futuro.

Tradução: Isabel Shi | Revisão: Miguel Torres (portuguese.cri.cn)

Curta/Siga a China Trade Center nas Redes Sociais.


Publicado por: China Trade Center | 26/07/2012

Número de internautas na China atinge 538 milhões

Até ao final de junho deste ano, o número de internautas na China atingiu os 538 milhões, cerca de 40% da população total. O número de assinantes de jogos online bateu a casa dos 330 milhões, mais de 60% da totalidade dos internautas no país. Os dados foram divulgados ontem (25) pelo Birô de Telecomunicações, do Ministério da Indústria e Informação da China.

O celular já virou o meio mais utilizado pelos chineses para navegar na Internet. O número de assinantes chegou aos 388 milhões, ultrapassando os 386 milhões de internautas que usam o computador. Nos campos, 146 milhões de pessoas têm acesso à Internet.

Segundo as autoridades chinesas de comunicações, a expansão do grupo de internautas via celular e nas áreas rurais traz enormes oportunidades à indústria de jogos online.

Tradução: Inês Zhu | Revisão: Miguel Torres (portuguese.cri.cn)

Curta/Siga a China Trade Center nas Redes Sociais.


Publicado por: China Trade Center | 25/07/2012

China estabelecerá rede ferroviária de alta velocidade até 2015

A China estabelecerá uma rede ferroviária de alta velocidade que cobrirá quase todas as cidades com população superior a 500 mil até 2015, de acordo com um programa oficial.

O Conselho de Estado, ou gabinete chinês, divulgou na terça-feira um plano de construir uma rede de transporte abrangente durante o período de 2011 a 2015.

Segundo o plano, a China deve completar basicamente a construção de uma rede ferroviária de alta velocidade com uma extensão de operação total de mais de 40 mil quilômetros até o fim de 2015.

Analistas preveem crescimento rápido na indústria de manufatura de equipamentos ferroviários.

A China estabelecerá inicialmente uma rede de transporte ampla com uma extensão total de 4,9 milhões de quilômetros, que incluirá principalmente ferrovias, rodovias e canais, segundo o plano.

por Agência Xinhua (portuguese.cri.cn)

Curta/Siga a China Trade Center nas Redes Sociais.


Publicado por: China Trade Center | 24/07/2012

PIB de Xinjiang cresce 10,7% no primeiro semestre

A Região Autônoma Uigur de Xinjiang, no extremo oeste da China, registrou um crescimento econômico de 10,7% no primeiro semestre do ano, 2,9 pontos percentuais a mais em relação à taxa de crescimento nacional, informaram ontem as autoridades locais.

Xinjiang obteve um produto interno bruto (PIB) de 260,1 bilhões de yuans (US$ 41,2 bilhões) de janeiro a junho, um crescimento anual de 10,7%, anunciou Wang Yue, porta-voz do departamento regional de estatísticas, em uma entrevista coletiva.

Xinjiang saltou do 21º lugar no ano passado para o 18º este ano entre 31 províncias, regiões e municípios na lista de crescimento econômico nacional de meio ano, comentou Wang.

A produção industrial de valor agregado durante a primeira metade atingiu 125 bilhões de yuans, 11,2% a mais em relação ao ano passado. O setor petrolífero registrou uma taxa de crescimento de 18,2%, disse Wang.

Com o apoio do governo central, o volume de investimento de ativos fixos na primeira metade do ano atingiu 191,58 bilhões de yuans, um aumento anual de 33,7%.

O Índice de Preços ao Consumidor subiu 4,2% em relação ao ano passado, acrescentou.

O rendimento em dinheiro dos agricultores em Xinjiang durante a primeira metade deste ano foi de 2.867 yuans, 20% a mais sobre o ano passado.

“A taxa de crescimento do rendimento monetário dos agricultores em Xinjiang na primeira metade do ano ocupou o primeiro lugar do país. Um evento raro nos anos recentes”, disse Wang.

Xinjiang abrange uma área de 1,66 milhão de quilômetros quadrados, o que faz dela a maior região administrativa de nível provincial da China.

Desde 2010, a China vem pressionando por uma maior abertura de Xinjiang, rica em recursos e de localização estratégica, com o objetivo de transformá-la de uma região desértica relativamente subdesenvolvida em um eixo econômico regional.

por Agência Xinhua (portuguese.cri.cn)

Curta/Siga a China Trade Center nas Redes Sociais.


Publicado por: China Trade Center | 20/07/2012

Montadoras chinesas continuam expansão rápida no mercado global

Algumas montadoras chinesas registraram expansão rápida no mercado global durante o primeiro semestre deste ano, apesar da recessão econômica internacional e desacelerada venda nacional.

Durante uma exposição de automóveis na cidade de Changchun na Província de Jilin, nordeste da China, Huang Haitao, vice-gerente de vendas da Geely, uma principal fabricante de automóveis na China, disse que a companhia está pronta para expandir seu mercado na Europa.

Huang assinalou que as exportações da Geely na primeira metade do ano dobraram em relação ao mesmo período do ano passado, acrescentando que a companhia exportou mais de 6,5 mil unidades em maio e mais de 10 mil em junho.

Dados divulgados pela Associação Chinesa de Fabricantes de Automóveis mostraram que a China exportou 487,9 mil carros durante o primeiro semestre, uma alta anual de 28%.

No mercado russo, o LIFAN Group, com base em Chongqing, vendeu 4.545 carros durante o primeiro trimestre, 69% a mais que no mesmo período de 2011. As exportações da montadora Chery durante o período foram 2,5 vezes a mais que o mesmo período do ano passado e as da Geely foram 3,65 vezes superior, informou a Associação de Negócios Europeus.

Xing Wenlin, vice-presidente da Great Wall Motor (GWM), afirmou que sua companhia exporta carros a diversos países, incluindo a Rússia, Austrália, Itália e Chile.

As exportações da GWM à Rússia chegaram a 20 mil unidades em 2011, representando aproximadamente 25% das exportações totais da companhia. A GWM exportou 9 mil unidades à Rússia durante os primeiros cinco meses do ano, um aumento anual de 32%.

Apesar da uma crescente participação no mercado global, as montadoras chinesas enfrentam ainda grandes desafios, advertiram especialistas.

Muitos funcionários do setor disseram na exibição que a valorização da moeda chinesa e o crescente custo de mão-de-obra e de materiais afetaram a competitividade dos fabricantes chineses.

Além disso, as empresas chinesas apresentam uma falta de estratégia clara de desenvolvimento no exterior, de uma filosofia operacional avançada e da capacidade de realizar pesquisa e desenvolvimento significativos.

por Agência Xinhua (portuguese.cri.cn)

Curta/Siga a China Trade Center nas Redes Sociais.


O presidente chinês, Hu Jintao, assinalou hoje pela manhã em Beijing que o país asiático lançará uma iniciativa de “Parceria Cooperativa China-África na Paz e Segurança”. O objetivo é intensificar as cooperações neste setor com a União Africana e os países do continente.

Na abertura da 5ª Conferência Ministerial do Fórum de Cooperação China-África, Hu Jintao anunciou medidas concretas da China para apoiar a paz e o desenvolvimento na África. O presidente ainda informou que o país asiático promoverá a paz e a estabilidade na África e criará um ambiente seguro para o desenvolvimento africano. A China ainda dará assistência de fundos para a manutenção de paz, a construção militar regular da União Africana, bem como oportunidades de treinamento pessoal ligados à segurança e manutenção de paz.

Hu Jintao acrescentou que a China continua ampliando seu investimento, financiamento e assistência ao continente africano, bem como apoiando a unificação africana e a intensificação da amizade entre os povos chinês e africano.

Tradução: Xia Ren | Revisão: Luiz Tasso Neto (portuguese.cri.cn)

Curta/Siga a China Trade Center nas Redes Sociais.


Publicado por: China Trade Center | 18/07/2012

Empresas da China e dos EUA reforçarão cooperações e investimentos

Foi realizado nesta terça-feira (17) em Beijing o fórum de investimento e colaboração entre empresas chinesas e norte-americanas. Durante o evento, os participantes declararam que os governos dos dois países devem fortalecer cooperações de benefício recíproco, para criar um melhor ambiente de investimento.

Na reunião, um representante chinês destacou o problema do desequilíbrio de desenvolvimento. Para buscar uma solução adequada, ambos devem se dedicar ao reajuste da estrutura econômica, além de procurar os interesses comuns.

Os participantes norte-americanos, por sua vez, declararam esperar que o governo chinês reforce a proteção da propriedade intelectual e promova a reforma do mercado. Isso favorece tanto as cooperações tecnológicas entre os dois países, quanto a exploração das companhias chinesas no mercado internacional.

Tradução: Zhao Yan | Revisão: Luiz Tasso Neto (portuguese.cri.cn)

Curta/Siga a China Trade Center nas Redes Sociais.


« Newer Posts - Older Posts »

Categorias